terça-feira, 27 de novembro de 2012

Lesão intra epitelial de alto grau- NIC II NIC III. Você sabe o que significa?



O termo acima e desconhecido por muitas mulheres, que ao receber este resultado em seu exame citopatologico levam um susto. NICII NICIII?.
Fazendo um breve resumo, este tipo de lesão e desencadeada por ação do vírus HPV, que atinge as células escamosas do colo uterino. Estas lesões costumam ser de evolução lenta e de inicio assintomático, quando a mulher chega a perceber os sintomas, e quando a lesão já esta em estagio avançado, podendo já esta sob forma invasora, ou seja o carcinoma propriamente dito.
O câncer de colo do útero ou cervical, como também e conhecido, segundo o INCA e a 4º causa de morte entre as mulheres. Como disse acima, e de longa evolução, e portanto e facilmente descoberto pelo exame papanicolaou( preventivo).
O que ocorre e que muitas mulheres não procuram os postos de saúde para a realização dos exames, relegam a própria saúde. As lesões intra epiteliais de alto grau são consideradas as precursoras do câncer cervical, isto porque ao contrario das lesões de baixo grau que geralmente regridem espontaneamente, as de alto grau progridem, indo de grau II, III ate o carcinoma in sito, que ainda não e o câncer propriamente dito, visto que não rompeu a camada basal, falando em outras palavras, ainda não invadiu outras estruturas do corpo.
Essas lesões devem ser tratadas, o medico ginecologista, decidirá a melhor conduta. O importante e que faça o tratamento e compareça ao posto de saúde para as consultas dentro do prazo estabelecido pelo medico afim de que o tratamento seja eficaz. O vírus HPV e transmitido através de relações sexuais sem o uso de preservativo. Por isso o parceiro deve estar presente em uma das consultas para orientação.
A mulher pode evitar o câncer de colo uterino com um exame simples e de fácil acesso( pelo menos deveria ser) nos postos de saúde. O que não pode e achar que coisas ruins somente ocorre na “ na casa do vizinho”        .
Por Uanderson

 -hiv

33 comentários:

  1. Obrigado pelas explicação, ficou tudo muito claro

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. recebi o meu exame desta forma lesao intraepitelial escamosa de alto grau tenho 30 anos e estou desesperada.
    So queria saber se ja é cancer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não fique desesperada! Esse resultado não esta informando que voce esta com câncer. Lesão intra epitelial de alto grau, e um tipo de lesão, geralmente provocado pelo HPV, que se não for tratado pode desencadear o aparecimento do cancer de colo de utero. O cancer cervical( de colo de utero) tem progressão lenta, isto é, geralmente aparece depois de anos em que a mulher tem esse tipo de lesão e não e tratado. O que você precisa fazer e procurar um ginecologista que fará o tratamento adequado, que ha varias opções, como cauterização por exemplo. O importante e tratar para acabar com essa lesão. O maior problema e que muitas mulheres após esse resultado do papa Nicolau não procura tratamento, e só vai procurar ajuda quando ja esta com o câncer propriamente dito. Por tanto fique claro que lesão intra epitelial de alto grau( escamosa) NÃO É CANCER, e sim uma lesão precursora do cancer de colo de útero que só se desenvolvera se não for tratado.

      Uanedrson

      Excluir
  4. No resultado da minha esposa deu assim Lesão de alto grau (NIC II) a medica dela disse q ela teria q fazer uma CONIZAÇÃO. Explique melhor o que seria isso pois ela está muito precoupada. Grato!

    ResponderExcluir
  5. Ok! Flavio conização é a retirada da era afetada com as lesões. NIC são lesões em células do colo do útero, mas que ainda não é câncer e sim lesões que se não tratadas, podem se transformar em câncer. Esse retirada e feita com bisturi a laser e usa-se anestesia local. Esse procedimento geralmente tem função terapêutica, ou seja retirando a área afetada por essas lesões espera-se a resolução do problema.

    ResponderExcluir
  6. O virus Hpv tem cura?? No caso acima depois dela fazer a conização ela ja esta curada do virus ou vai ter q fazer tratamente se tiver? E pode ter filho mesmo com ele? Pois estou no mesmo caso acima! Obrigada.

    ResponderExcluir
  7. O virus HPV tem cura sim, e feito um acompanhamento com um ginecologista que ira tratar as lesões. Na realidade o desaparecimento do vírus depende acima de tudo da imunidade da pessoa. Minha mãe teve o vírus HPV, fez um acompanhamento com uma ginecologista no hospital Servidores do Estado, no Rio de Janeiro. Ela foi considerada livre do vírus após cinco anos com esse acompanhamento. O que é tratado são as lesões, não há um medicamento que "mate" o virus, a não ser o próprio sistema imunológico. As lesões intra epiteliais são desencadeadas pelo HPV, após essas alterações instaladas, a progressão não dependerá mais de uma ação viral em si, mas sim de trata-las para evitar que essas células alteradas se disseminem para camadas mais profundas e se transformem em carcinoma. Quanto a ter filhos, o tratamento geralmente não afeta a capacidade da mulher em ter filhos, porem a casos em que as lesões possuem grandes extensões e para evitar um mal maior as vezes o tratamento requer a retirada de uma camada maior do tecido do colo do utero, ai sim pode infligir na capacidade reprodutiva. Mas somente quem vai avaliar isso é o medico que a acompanha, que sempre procurara a melhor solução. Após a conização a mulher ainda seguira tratamento. Avaliações serão feitas, pelo medico para determinar se o que foi feito resolveu o problema ou se será necessário outros procedimentos quanto a essas lesões.

    ResponderExcluir
  8. Gostaria de saber se a causa do câncer do colo uterino necessariamente é quando vc tem vírus do HPV?

    ResponderExcluir
  9. Não, existem casos que a ocorrência do câncer, tanto de colo de útero, mas em qualquer parte do corpo pode ser por questão hereditária, mas no caso da neoplasia em colo de útero, sua maior ocorrência e pela ação do papilomavírus Humano

    ResponderExcluir
  10. Minha biopsia o resultado foi Lesão intraepitelial escamosa de alto grau (HSIL NIC2; displasia moderada, tenho ovário micropolicistico, gostaria de saber se terei alguma possibilidade de engravidar, e qual tratamento você acha que será indicado no meu caso

    ResponderExcluir
  11. Olá desculpe pelo atraso na resposta. Bom o NIC II o qual você descreve pode tem um tratamento mais brando, pode ser tratado com pomadas que tem poder cauterizante, mas quem irar decidir o melhor tratamento, e seu medico. Geralmente o tratamento para esse estagio da lesão intraepitelial não prejudica a capacidade de engravidar.
    Já em relação ao ovário policístico o tratamento costuma ser com a utilização de anticoncepcionais hormonais como pílulas, anéis vaginais, implantes protegem os ovários contra a formação dos microcistos e diminuem os níveis de hormônios masculinos e de insulina. Mulheres que planejam engravidar também devem utilizar anticoncepcionais hormonais, em um primeiro momento do tratamento, para regularizar a menstruação.
    A suspensão do anticoncepcional depois da regularização dos ciclos menstruais aumenta a chance de ovulação e gravidez



    ResponderExcluir
  12. EU QUERO SABER A RESPOSTA LESAO INTRA EPITELIAL ESCAMOSA CERVICAL DE ALTO GRAU 3 COM OCUPAÇAO GLADULAR

    ResponderExcluir
  13. ola meu exame deu colo apresentando epitelio escamoso com perda de maturacao no seu terco basal associada a atipias coilociticas compativeis com hpv e ausencia de sinais de neiplasia invasiva

    ResponderExcluir
  14. Tania e Rosana me desculpe pela demora, mas a resposta de suas perguntas é a mesma. Lesão intra epitelial de alto grau quer dizer que existe uma alteração celular em colo de útero que pode ser precursora do câncer cervical. Isto é, se não tratada pode progredir ate se transformar em carcinoma in situ, que neste caso é o tumor propriamente dito, ou seja o câncer que nesta condição já ultrapassou outras camadas. No caso descrito pela Tania, mostra que e uma leão intra epitelial de alto grau, a ocupação glandular não esta falando nada a mais em relação a esta evolução. Você precisa de acompanhamento com seu ginecologista que fará o tratamento mais indicado a fim de eliminar esta lesão, que há muitas opções nos dias de hoje.

    No caso descrito pela Rosana o exame também esta claro, ausência de sinais de neoplasia invasiva, ou seja é mais um caso provável de NIC. Só não fala o grau, mas o tratamento também é ambulatorial com seu ginecologista. Ambas precisam fazer todo o tratamento indicado pelo medico afim de currar-se destas lesões e assim evitar problemas maiores no futuro!

    Obrigado pela participação!

    ResponderExcluir
  15. Boa tarde,
    Gostaria de saber o que quer dizer lesão de alto grau HSIL grau PAP: IV

    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A sigla HSIL é uma classificação, pois as lesões intra epiteliais podem ser de alto grau ou de baixo grau em relação a potencialidade de progredir ate se transformar em câncer cervical, mas ainda não e câncer, e uma lesão que deve ser tratada em ambulatório com seu ginecologista.

      Excluir
  16. ola gostaria de saber o que lesão de alto gral no exame citopatológico a minha prima fez e deu desde 2011 e não procurou acompanhamento só a transvaginal e deu tudo bem e agora ela ta preocupada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela fez o exame que acusou a lesão e não tratou, mas fez a transvaginal e deu tudo certo? Não entendi muito bem, mas sabe que existe a possibilidade, em alguns casos da lesão regredir de forma espontânea, lógico que infelizmente a tendência e que a lesão progrida por isso é fundamental que ela procure o ginecologista e refaça o exame para saber como evoluiu.

      Excluir
  17. Por favor gostaria de saber se carcinoma IN SITU é cancer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma lesão que ja se expandiu mas ainda não ultrapassou a camada basal, ou seja ainda não e invasivo, não tomou outras partes do organismo. Para resumir digo que é uma fase curável e por isso faça todo o acompanhamento com seu medico de forma nenhuma deixe para depois, pois o cancer de colo de útero e uma moléstia que leva algumas fases de progressão e esta é a ultima antes que literalmente vire um carcinoma invasor que neste caso ira precisar de tratamentos mais desgastantes ao paciente.

      Excluir
  18. fiz a conização no dia 10/09 e meu médico marcou o retorno só dia 17/11/2014, não seria muito tempo pra um agravante.
    Doutor esse tratamento será necessário quimioterapia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola, meu nome é Uanderson sou enfermeiro e administrador do Blog. Olha sobre sua pergunta em relação a dor e sangramento, logo após passar pela conização e comum, a não ser e claro em casos em que esses sangramentos se configurem em uma hemorragia, que tudo indica que não e o seu caso. Em relação ao tempo de tratamento, esta dentro do prazo, lesão intraepitelial ainda não é o cancer propriamente dito e a conização e um dos tratamentos indicados pelos medicos afim de evitar justamente que essas lesões se expandam ao ponto de se transformarem em carcinoma invasor. Ate esse estado quimioterapia e radioterapia não são comuns. Peguei do site do INCA um trecho que informa sobre o tratamento dessas lesões. espero que ajude:

      "O tratamento apropriado das lesões precursoras (lesões intraepiteliais escamosas de alto grau na citologia, neoplasias intraepiteliais cervicais 2 e 3 na histologia e adenocarcinoma in situ) é meta prioritária para a redução da incidência e mortalidade pelo câncer do colo uterino.

      As diretrizes brasileiras (hiperlink) recomendam, após confirmação colposcópica ou histológica, o tratamento excisional das lesões intraepiteliais escamosas de alto grau, por meio de exérese da zona de transformação (EZT) por eletrocirurgia [1].

      Quando a colposcopia é satisfatória, com achado anormal compatível com a citologia, restrito à ectocérvice ou até o primeiro centímetro do canal endocervical, o procedimento deve ser realizado ambulatorialmente, nas unidades de nível de atendimento secundário, permitindo o tratamento imediato das lesões - prática chamada “Ver e Tratar” [2]. O objetivo desta estratégia é facilitar o acesso das mulheres ao tratamento, diminuindo a ansiedade, as possibilidades de perdas no seguimento e os custos da assistência [3]. No caso de colposcopia insatisfatória, ou quando a lesão ultrapassa o primeiro centímetro do canal, o tratamento indicado é a conização, realizada preferencialmente por técnica eletrocirúrgica.

      O tratamento do câncer do colo do útero, conforme prevê a Política Nacional de Atenção Oncológica, deve ser feito nas Unidades de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) e nos Centros de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Cacon), que fazem parte de hospitais de nível terciário. Este nível de atenção deve estar capacitado para determinar a extensão da neoplasia (estadiamento), tratar, cuidar e assegurar a qualidade da assistência oncológica.

      A habilitação das Unacons e Cacons é periodicamente atualizada de acordo com a necessidade e indicação dos estados, baseadas em padrões e parâmetros publicados na Portaria n° 140, de 27 de fevereiro de 2014. Cabe às secretarias estaduais e municipais de saúde organizar o fluxo de atendimento dos pacientes na rede assistencial, estabelecendo a referência dos pacientes para Unacon ou Cacon.

      Entre os tratamentos mais comuns para o câncer do colo do útero estão a cirurgia e a radioterapia. O tipo de tratamento dependerá do estadiamento da doença, tamanho do tumor e fatores pessoais, como idade e desejo de preservação da fertilidade [4].

      Nos estádios iniciais do câncer, os tratamentos cirúrgicos conservadores, como a conização ou traquelectomia radical com linfadenectomia por via laparoscópica, podem ser considerados. Para lesões invasivas pequenas, menores do que 2 cm, devem ser consideradas as cirurgias mais conservadoras, evitando-se assim as complicações e morbidades provocadas por cirurgias mais radicais.

      Para os estádios IB2 e IIA volumosos (lesões maiores do que 4cm), IIB, IIIA, IIIB e IVA, as evidências científicas atuais orientam para tratamento quimioterápico combinado com radioterapia."

      Fonte: INCA

      Excluir
  19. Doutor fiz a conização dia 08/09 na primeira semana só apresentou um sangramento de leve e agora após 10 dias ta vindo um sangramento mais vivo como se tivesse menstruada e sinto a barriga um pouco inchada é normal?

    ResponderExcluir
  20. Doutor fiz a conização em Abril de 2013, após 6 meses (Outubro 2013) fiz citologia e veio normal, agora repeti em Setembro e veio com o mesmo resultado da primeira vez - Lesão Alto Grau II III, estou à espera que o hospital me chame para fazer novos exames. Estou apavorada, gostaria por favor que me possa informar mais sobre este assunto, A médica que me tratou da primeira vez já não se encontra no ativo e o hospital da minha zona onde fui ratada também já não presta esses serviços . enviaram o meu processo para um outro hospital . Ajude-me por favor , este tempo de espera é uma angústia horrivel. Aguardo resposta, obg Doutor

    ResponderExcluir
  21. Ola meu nome é Uanderson, sou enfermeiro e administrador desse blog, sobre sua pergunta, isso pode ocorrer sim, ou seja de fazer o tratamento fazer o exame, este vir com o resultado normal mas depois ocorrer uma reaparição dessas lesões. A questão e justamente tratar, e a falta de um medico especialista realmente torna-se angustiante, mas veja no hospital para onde foi sua ficha como anda o processo para a sua consulta. O que posso lhe dizer e para ter calma, essas lesões são precursoras do cancer de colo do útero, ou seja ainda não é o cancer propriamente dito, são lesões que, geralmente, tem progressão lenta ate que se manifeste como o carcinoma invasor, a questão e tratar essas lesões interrompendo esta progressão.

    ResponderExcluir
  22. Boa tarde! Enfermeiro!
    Eu Fiz o meu preventivo e deu *Lesão Intraepitelial Escamosa de Alto Grau tipo NIC 2 Displasia Moderada, possivelmente associadas a ação viral do tipo HPV.

    Quanto ao diagnostico da lesão e tratamento eu entendi so não entendi por que *Possivelmente associadas a ação viral do tipo HPV*
    O laudo deixou duvidas!?

    ResponderExcluir
  23. Olá meu nome é mileni, hj fui na médica e ela disse que estou com nic 3 um pré câncer. Tô preocupada e sem saber o que fazer porque ela disse que não acompanha esse tipo de problema, gostaria de saber quais são os tratamentos e onde posso buscar ajuda.

    ResponderExcluir
  24. Olá! Meu nome é Karmeniza, tenho uma dúvida, posso dizer que a NIC 3 é a mesma coisa de carcionoma in situ?

    ResponderExcluir
  25. existe algum sintoma, dores ou coisas assim?

    ResponderExcluir
  26. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  27. Meu resultado deu lesão intraepitelial escamosa de alto grau (HSIL), inclui NicII e NicIII, O que isso significa? Obrigada!

    ResponderExcluir